sexta-feira, 16 de março de 2007

Mar

The sea at Saintes Maries de la Mer, Van Gogh
.
.
.
Sim, é em ti que mergulho,

nesse azul profundo,

de verde, de cinza,

de salpicos de renda branca,

como rasgos de nuvens,

caídas do céu,

só para mais te embelezarem.



Sim, é em ti, mar, que me procuro,

na profundeza da tua seda que me encontro.


É no agitar de tuas marés,

às vezes calmas,

às vezes revoltadas,

como o coração humano,

que busco a força

para continuar,

em pé,

nas ondas de uma vida.



É com o sabor de teu sal,

que recordo as lágrimas

às vezes felizes

às vezes de dor,

mas sempre de um povo

que te honra e venera.


É por ti que amo

e será sempre por ti que voltarei a amar.



Tal como um dia o disse, escreveu, sentiu

a Poetisa, será por ti que volto.



"Quando morrer voltarei para buscar
os instantes que não passei ao pé do mar."



Poema de Titá

2 comentários:

Deivyson disse...

Lindo demaiss. Aqui é o melho jeito de começar o dia, acompanhado sempre de uma linda música!

ao som Pink Floyd - Sumer

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Obrigada.
Um beijinho