quarta-feira, 7 de maio de 2008

barra do ceará



barraca de praia, fotografia do curta Festa, de Simone Lima - 2008.

Um comentário:

aluisio martins disse...

Quase avistei uma bandeira. É barra a vida que vive esquecida quando era a mais bonita das cabrochas dessa ala. Pode ser a barra da saia de uma cidade mulher (graças) fantasma (desgraça), muito viva, que se diga. Só sei que minha infância acordou cheirando pé-de-moleque e aventuras do tempo que correr não era risco de vida.
Adorei tudo por aqui.