segunda-feira, 13 de novembro de 2006

Paul Celan

Marc Chagal, le promenade


Distâncias

Olho no olho, no frio,

deixa-nos também começar assim:

juntos

deixa-nos respirar o véu

que nos esconde um do outro,

quando a noite se dispõe a medir

o que ainda falta chegar

de cada forma que ela toma

para cada forma

que ela a nós dois emprestou.

( Paul Celan. trad.: Claudia Cavalcanti )

2 comentários:

Leonardo Sá disse...

eita!!!! gostei.

Assim é, se lhe parece disse...

Ta aí... gostei! E ando desgostoso de poemas!